ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos

Ouça Temas Bíblicos Agora:

Cientistas da Suécia criam 'papel falante'

Cientistas suecos criaram um papel digital que "fala" quando é tocado pelo leitor. Pesquisadores da universidade sueca Mittuniversitetet construíram um cartaz interativo de papel que emite sons gravados respondendo ao toque do leitor. O protótipo usa tintas condutoras, que são sensíveis à pressão e alto-falantes. A equipe de pesquisadores afirma que a tecnologia pode ser usada por publicitários e, no futuro, pode até ser usado para produzir embalagens. O protótipo apresentado pelos pesquisadores é um exemplo de como a tecnologia ajudaria a vender pacotes de viagens. "Quando você se aproxima do cartaz e coloca sua mão em um cartão postal que mostra uma praia, você pode ouvir uma pequena descrição daquela praia", disse à BBC Mikael Gulliksson, que liderou o projeto de pesquisa.
Papel digital O segredo do cartaz falante é uma camada de papel digital que tem componentes eletrônicos embutidos. O papel digital é impresso com tintas condutoras, que, quando recebem algum tipo de pressão, transmitem informações para um microcomputador que contém arquivos de áudio. O som então é transmitido para alto-falantes que são impressos no papel, formados por mais camadas de tinta condutora que ficam em cima de uma cavidade vazia para formar um diafragma. Esta camada funcional está entre uma lâmina grossa de papelão e outra folha de papel que está impressa com o design do cartaz. "O projeto piloto pode ser usado para estandes em lojas e em outras formas de propaganda", disse Gulliksson. Atualmente os cartazes são caros, mas os pesquisadores visam encontrar formas de baixar os custos de produção para que seja mais fácil trocar ou substituir os cartazes. No futuro a equipe também planeja diversificar os usos do papel falante. "Nossa próxima idéia é descobrir como podemos usar estes produto em embalagens. Uma idéia interessante seria usar em pacotes de cigarro. Ao invés de uma mensagem escrita alertando dos perigos à sua saúde, a mensagem seria falada". (Fonte: BBCBrasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!