ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos

Ouça Temas Bíblicos Agora:

Mensagem subliminar negativa funciona mais

Pesquisadores descobrem o segredo de uma mensagem subliminar eficiente: tornar o conteúdo negativo.

Você não entendeu errado. De acordo com estudo divulgado pela University College, de Londres, as mensagens subliminares visuais são absorvidas mais facilmente quando seu conteúdo associa algo a uma ideia ruim, e não boa.

Esse tipo de mensagem consiste em imagens mostradas por tão pouco tempo que o observador não enxerga conscientemente o recado – embora seu cérebro perceba o que está sendo mostrado. Há milhares de exemplos do uso desse tipo de imagem - um dos mais conhecidos é o da animação da Disney "Bernardo e Bianca", de 1977. Aos 28 minutos, uma mulher nua aparece em uma janela ao fundo - mas a imagem é imperceptível para quem assiste à cena corrida.

Durante o estudo da UCL, 50 voluntários observaram uma série de palavras na tela de um computador. Cada uma delas aparecia por apenas uma fração de segundo (1/50), e eram ou positivas (como alegre, flor, paz), ou negativas (agonia, desespero e assassinato) ou neutras (caixa, orelha). Após cada palavra, os participantes deveria escolher se ela era neutra ou emotiva (positiva ou negativa) e o quão seguros eles estavam de suas escolhas.

As respostas foram mais precisas quando as palavras eram negativas – mesmo quando os participantes acreditavam estar apenas “chutando” uma resposta.

Por mais contraditório que isso possa parecer, a rápida resposta para mensagens emotivas pode ter um caráter funcional, afinal, isso permite ao corpo reagir mais rapidamente em situações de perigo – uma vez que a resposta é desencadeada antes mesmo que ele se dê conta que a percebeu.

A descoberta pode ter implicações nas propagandas também. De acordo com a lógica do estudo, mensagens como “acabe com a velocidade” podem funcionar mais do que “desacelere”. A mesma linha de raciocínio leva a crer que ressaltar os defeitos dos concorrentes pode ser mais eficiente que propagandear suas próprias qualidades – o que, em último caso, é uma atitude bastante controversa. (Fonte: abril.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação!