ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos

Ouça Temas Bíblicos Agora:

Internautas entre 6 e 14 anos passam 25% do tempo em entretenimento

Os internautas brasileiros entre 6 e 14 anos passam mais de 60% do tempo de navegação em sites de entretenimento, conversas com amigos via comunicadores instantâneos e redes sociais, de acordo com uma pesquisa feita pela consultoria comScore, divulgada nesta quarta-feira (30).

De acordo com os números da empresa, referente aos mês de maio, os usuários nesta faixa etária representam 12% da população conectada no país. Os sites de entretenimento somaram 25% do tempo on-line, seguidos por Instant Messengers (22%) – como MSN e Gtalk – e redes sociais (15%).

A comScore mensura o uso da internet por meio de um sistema onde os administradores da casa cedem permissão à coleta de informações. Em maio de 2010, havia 40,7 milhões de usuários únicos da internet com idade de seis anos ou mais no Brasil, acessando de casa ou do trabalho, de acordo com a pesquisa. Desse público, usuários com idade entre seis e 14 anos representaram 4,8 milhões de visitantes únicos, ou 11,9% do total. Pessoas entre 15 e 34 anos somaram 56,1%, enquanto usuários de 35 anos ou mais somaram os restantes 32,1%.

Sudeste é região que passa mais tempo on-line.

Em termos de consumo de conteúdo, usuários de seis a 14 anos consumiram menos que 2% do total de páginas e minutos em maio. Usuários de 15 a 24 anos e 25 a 34 consumiram a maior proporção de páginas e minutos, com ambos os segmentos somando mais de 30% do total de minutos e páginas no mês.

A comScore agora também divulgará suas pesquisas segmentando o uso de internet no Brasil pelas cinco regições geográficas do país. Os dados de maio revelaram que a região Sudeste (Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo) representa 67% do total de usuários, 66% de páginas de conteúdo consumido e 65% de minutos gastos on-line no país. [Fonte: G1]

Finlândia promulga lei que torna Internet de banda larga direito básico

Nesta quinta-feira (01/07/2010), o governo da Finlândia determinou por lei que o acesso à Internet banda larga seja um direito básico de qualquer cidadão do país. A medida obriga as operadoras a oferecer o serviço a preços razoáveis para que qualquer pessoa possa usufruir do serviço.

O órgão regulador no país, o Finnish Communications Regulatory Authority (Ficora), estabeleceu que o valor mensal a ser cobrado não poderá ultrapassar quarenta euros.

De acordo com o ministro das Comunicações, Suvi Linden, um "preço razoável e uma alta qualidade de uma conexão de alta velocidade será um direito básico de todos", segundo informa o Valor Online.

Segundo dados oficiais do governo, na Finlândia, que tem uma população de 5,3 milhões de habitantes, 99% dos lares já têm acesso a Internet banda larga de 1Mbps (megabit por segundo).

No Brasil, de acordo com levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Internet de alta velocidade é dez vezes mais caras do que em países desenvolvidos e está presente em 12 milhões de domicílios, o que representa 21% da população brasileira.
Leia mais

Postagens Populares: